O que já fizeste para mudar o mundo?

E ainda dizem que não há coisas bonitas, nem boas pessoas...
Hoje estava na paragem de autocarro, sentada no banco comprido, quando chega um senhor bem vestido (talvez tivesse uns 50 anos), vendo-o cheguei-me mais para o lado para ele ter espaço para se sentar. Ele sorriu e agradeceu-me. Finalmente o 'tó chegou...e ele deixou-me passar na vez dele.
Umas paragens à frente, entra a típica senhora que se senta ao nosso lado quando vamos de phones nos ouvidos, que decide contar a vida toda como se de facto nos conhecessemos. Fiquei a saber que ía ao Continente comprar a comida para as gatas, "umas gatas que lá apareceram à nossa porta e que gostam muito de nós" e que apanhou o autocarro ali porque "este tempo menina, molha as calças todas ao fundo!". Esta senhora andava com uma moleta e curiosamente saiu na mesma paragem do senhor que tinha sido simpático para mim. Estava a chover (nada de especial, mas a chover), ele saiu primeiro e com o seu próprio chapéu aberto esperou que ela saísse, e enquanto ela não o abriu ele manteve-a ali abrigada.
Olhei para esta atitude, e achei mesmo bonito...fez-me lembrar este filme "Favores em cadeia". Eu simplesmente me cheguei um bocadinho para o lado, o senhor simplesmente deu um bocadinho do seu tempo para aquela senhora não apanhar chuva! (é que nem chegou a um minuto). São coisas tão banais assim que mostram que o Ser Humano tem um fundo bom e nasceu para o Bem. Uns tentam e conseguem, outros nem por isso...O importante é tentar. Porque é que havemos de ter a mania que somos maus? Porque é que havemos de virar a cara ao nosso semelhante?

A mim também me custou tirar os phones (eu até estava a gostar da música)... mas deve ter-lhe sabido bem ter alguém a escutá-la.

4 comentários:

SkippY disse...

olá.
Faz já algum tempo (tipo 1 mes :P) que venho a acompanhar o teu blog. e é com agrado que o faço, e esse agrado deve-se a textos deste tipo onde tu vês um pouco mais fundo do que um simples gesto (como neste caso).
continua com o blog que eu continuarei a visitá-lo (:

RitaDuque disse...

Muito obrigada! :)
Escrevo porque me sabe bem, menos mal que gostem do que escrevo :)

Diana disse...

Eu cá também adorei este post, ritinha =D

Primeiro, porque adorei esses favores em cadeia que tu viveste no autocarro. Eu costumava odiar andar de autocarro em Coimbra, até me começar a aperceber da existencia desse tipo de momentos bonitos que nos fazem sorrir sozinhas, e pensar que afinal até há pessoas boas.

Segundo, porque, aaahhh, as saudades que eu tenho das tipicas senhoras que se sentam ao nosso lado quando vamos de phones nos ouvidos!

E terceiro, sim, porque este vídeo me fez lembrar o acantonamento, em que eu adormeci a ve-lo, e ressonei.. ahah! E não foi porque o filme era mau, de todo! Ambas sabemos o cansaço daqueles dias, e filminho+saco-cama+escurinho, foi a combinação ideal. Neste momento estou a sacar o filme para poder ver depois dos exames!

Beijão Rita.. :) **

RitaDuque disse...

Também me é impossivel lembrar-me deste filme, sem me lembrar do Acantonamento :) Foi o melhor, foi tão tão bom, tanta união! Espero que este ano consigamos algo assim parecido.
Saudades Diana :) Volta rápido :)