Valores precisam-se!

Esta foi a noticia que apanhei no jornal "DESTAK" durante uma das viagens de comboio, que todos os dias faço.
Há muito tempo que queria escrever sobre isto, porque é uma notícia que me deixa perplexa. Perplexa talvez, porque na minha inocência, não pensei que existisse algo assim, perplexa com o mundo em que eu (afinal) vivo.
Todos sabemos que as redes sociais, hoje em dia movem montanhas. E isso é bom quando bem feito e usado para algo produtivo.
Esta pequena notícia faz-me re-pensar nos valores da sociedade de hoje em dia, do assumir compromissos, do querer assumir as consequências dos actos.
Esperem, ali diz mesmo "REDE SOCIAL DE INFIDELIDADES"?
É que me custa a acreditar...então...vai mesmo existir no nosso país uma rede onde pessoas se inscrevem voluntariamente para poderem trair a pessoa com quem estão? Acho isto degradante... afinal, se não há busca do compromisso, para quê haver uma rede deste género que proporcione a traição? É a lei da libertinagem, que a maioria dos jovens da minha idade, procuram.
Ultrapassado o choque do título, mais abaixo diz que esta rede tem feito um enorme sucesso.
Afinal o que procuram as pessoas de hoje? A felicidade? Se sim, não estarão à procura nos sítios errados? Não será apenas isto, o prazer momentâneo? E depois? O que fica?
Afinal o que são valores e onde é que as pessoas os meteram?
Uma coisa é errar uma vez, todos erramos (apesar de erros deste tipo não me caberem na cabeça), mas poderá dar-se o beneficio da dúvida. Do que tratamos aqui é algo diferente. É um sitio onde criamos um perfil porque temos uma relação e não estamos bem nela.
Os valores de"Família", "Casamento", "Fidelidade" são coisas que estão em extinção. O mundo só oferece facilidades. Ninguém acredita já, em nenhum dos três. E porquê? Porque já não é possível em pleno século XXI construir coisas a sério? Coisas que apesar das dificuldades nos trazem o melhor para a nossa vida?
Não me conformo. Não me conformo que o mundo onde viva seja assim...e mais...a tendência seja a ser cada vez pior.
Ninguém procura encontrar um equilíbrio, ninguém procura valores. Sempre ouvi dizer "a minha liberdade acaba onde começa a tua", mas hoje poder-se-ia mudar este "lema" para "a minha liberdade começa onde eu quiser, e a tua que se lixe - desenrasca-te".
O ideal era poder abrir-se uma lojinha de valores, mas o país está tão em crise que era mais que certo também esta vir à falência.

A pergunta que fica é: Havia mesmo necessidade disto?

1 comentário:

Kiauze disse...

"a minha liberdade começa onde eu quiser, e a tua que se lixe - desenrasca-te" - infelizmente é isto que vence na sociedade hoje em dia. Vence nas relações, no trabalho, na falta de respeito que se nota todos os dias para com o próximo.

Nos momentos de crise, saltam estas pérolas à superfície. Sou da opinião que isto acontece porque as pessoas andam sem rumo e, por isso mesmo, procuram a satisfação instantânea.

Solução? Não sei... cá para mim é rezar para calhar com alguém que seja respeitadora e agarrar-me a isso com as forças todas que tenho.