Taizé 2009


Vim de Taizé na Segunda-Feira passada. Só hoje me acho capaz de descrever o que lá vivi, talvez porque em quatro dias a minha vida tenha dado muitas voltas, eu tenha tomado decisões definitivas. Hoje é o dia em que me sinto capaz de falar... Não é possivel descrever Taizé, é simplesmente rídiculo tentar! Penso que ninguém consegue, e a resposta será sempre a mesma: Só se fores é que entendes.
Eu já fui a Taizé três vezes, em três anos seguidos, mas nenhum ano me preencheu como este. Este foi um ano em que eu fui para lá para "me levantar" das quedas deste ano difícil que passou. Fui sem espectativas, e fui na esperança de me encontrar com uma velha amiga que já não via há muito tempo: EU!; Fui também na esperança de deixar crescer mais Deus em mim. Sendo assim, investi mais na relação comigo e com o Invisível, do que na relação com os outros, e o engraçado foi descobrir, que ao investir em dar-me bem comigo e com Deus, me dava mais e melhor aos outros. Quanto mais profundo desci à Rita que já não conhecia, mais vontade me deu de a trazer à tona e dizer "CHEGA!" ao que está pendente e errado na minha actual ex-vida. E foi lá, nessa semana curta demais, que fui capaz de arrumar as prateleiras e limpar o pó, tirar o que já não interessa e manter o que me faz feliz.
Nunca me custou tanto deixar aquele lugar...Aquele pedacinho de Céu.
Para além de trazer comigo a velha Rita, trouxe a bagagem cheia de força, de amigos, de nova vida :) mas sobre tudo de Deus. E tudo isto, não encontro em mais lado nenhum!

1 comentário:

qvale4 disse...

muy buen blog !!! saludos desde argentina.